July 13, 2014

Notícias:

Pindaré-Mirim – CORPO DE JOVEM MORTO POR AFOGAMENTO CONTINUA DESAPARECIDO NAS ÁGUAS DO RIO PINDARÉ -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

Preso homem que matou outro a golpes de facão e depois queimou o corpo -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

Pindaré – Mirim sediou o Encontro Regional de Turismoganhar dinheiro na internet -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

Caminhada com Eduardo Campos na largada da campanha de Flávio Dino -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

Coelho Neto – Empresária e Caseiro são mortos, Polícia investiga o caso -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

Famem convoca prefeitos para nova eleição -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

Bacia do Mearim é a maior do Maranhão -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

Matrículas para cursos do Cessin/Uema iniciam nesta segunda-feira (14) -

Sexta-feira, Julho 11, 2014

ELEIÇÕES 2014 – Candidatos da Região Vale do Pindaré já estão registrados no TRE -

Quinta-feira, Julho 10, 2014

Igarapé do Meio – Secretaria de Educação realiza 1ª Copinha Estudantil Sub 13 -

Quinta-feira, Julho 10, 2014

O triste relato de uma família despejada das terras Awá-Guajá -

Quinta-feira, Julho 10, 2014

Pindaré-Mirim – Rua do Comércio agora é ‘mão única’ e caminhões terão horário específico para transitar criar -

Quinta-feira, Julho 10, 2014

Santa Inês – Ribamar Alves visita loteamento que será doado a famílias sem-teto -

Quinta-feira, Julho 10, 2014

Porto Franco – Policia Civil investiga assalto à Agência dos Correios -

Quarta-feira, Julho 9, 2014

Prazo para adesão de escolas ao Mais Educação é prorrogado -

Quarta-feira, Julho 9, 2014

Santa Inês – Semus se prepara para realizar vacinação contra Hepatite A -

Quarta-feira, Julho 9, 2014

LÍDERES POLÍTICOS REAFIRMAM APOIO A FLÁVIO DINO -

Terça-feira, Julho 8, 2014

Sejap capacita profissionais que atuarão nas unidades prisionais de São Luis e Coroatá -

Segunda-feira, Julho 7, 2014

10 razões para não perder -

Segunda-feira, Julho 7, 2014

Santa Inês – Alunos da Escola Bandeira Tribuzzi são premiados pelo Atleta na Escola -

Segunda-feira, Julho 7, 2014

Atlas do Desenvolvimento Humano: Maranhão fica em penúltimo lugar

casa21

casa21

Saiu na tarde desta segunda-feira (29), o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013 divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e o PNUD (Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento no Brasil). No ranking apresentado pelos institutos, o Maranhão obteve nota 0,639 – numa que varia entre 0 e 1.

O Maranhão ficou em penúltimo lugar na avaliação geral feita pelo Atlas do Desenvolvimento, ficando à frente apenas do estado de Alagoas, que obteve resultado 0,631.

Segundo o Atlas, dois terços dos 5.565 municípios brasileiros estão na faixa de desenvolvimento humano considerada alta ou média. Ao mesmo tempo, a porcentagem de municípios na classificação “muito baixa” caiu de 85,5% em 1991 para 0,6% em 2010.

O Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013 aponta que o IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) médio do país subiu. Entre 1991 e 2010, o índice cresceu 47,5% no País, de 0,493 em 1991 para 0,727 em 2010 – quanto mais próximo de 1, maior é o desenvolvimento.

As cidades com notas mais próximas de 1 no IDHM são São Caetano (SP, com índice 0,862), Águas de São Pedro (SP, com 0,854) e Florianópolis (SC, com 0,847).

Os piores índices foram registrados em Melgaço (PA, com 0,418) e Fernando Falcão (MA, com 0,443). Na “lanterna” do desenvolvimento municipal também Marajá do Sena (MA), com 0,452.

Para calcular o desenvolvimento da qualidade de vida de cada estado, são levados em consideração os índices educacionais, de expectativa de vida e de renda da população de cada estado e município.

O Atlas do Desenvolvimento Humano brasileiro contém, além do IDH dos municípios brasileiros, outros 180 indicadores socioeconômicos, com base em dados do Pnud, do Ipea, da Fundação João Pinheiro e do IBGE (Censo 2010), levando em conta itens como demografia, educação, renda, desigualdade social, e acesso a serviços básicos.

O IDHM é um índice composto por três indicadores de desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda).

O Brasil passou de um patamar “muito baixo” (0,493 em 1991) para um patamar “alto” (0,727) de desenvolvimento social. O que mais contribuiu para esse índice foi o aumento na longevidade (a expectativa de vida da população subiu de 64,7 anos para 73,9 anos). Também houve aumento na renda, de 14,2% ou (R$ 346,31) no período.

Entre os três indicadores que compõem o IDHM, o que mais contribuiu para a pontuação geral do Brasil em 2013 foi o de longevidade, com 0,816 (classificação “desenvolvimento muito alto”, seguido por renda (0,739; “alto”) e por educação (0,637; “médio”).

O subíndice educação, uma das variáveis que compõem o IDHM, é o que mais puxa para baixo o desempenho do País. Em 2010, a educação teve uma pontuação de 0,637, enquanto os subíndices renda (0,739) e longevidade (0,816) alcançaram níveis maiores.

Apesar de educação ter o índice mais baixo dos três, foi o indicador que mais cresceu nos últimos 20 anos: de 0,279 para 0,637 (128%).

Fonte Blog do John Cutrim

Leave A Comment